RSS

Os efeitos do álcool – O álcool no corpo

05 Mar

Introdução – o que é e quais os efeitos do álcool

Os efeitos do álcool

Nuno passa a João outra lata de cerveja.
— Os mais novos não podem ficar atrás! — brinca ele.
Desta vez, João não estranha o sabor. Quando se levanta está ainda mais tonto. Sente-se descontraído e bem consigo próprio. Quando saem, Sara e Luís acompanham João a casa. Ele cambaleia, ri e fala em voz alta. Os amigos amparam-no.
— Pára de gesticular! — diz Sara — Pareces parvo.
— Não percebo nada do que dizes! — acrescenta Luís.
João acha piada a tudo. Não pára de falar e de rir durante todo o caminho.
Quando chegam a casa de João, entram sorrateiramente pela porta das traseiras. Ouvem os pais de João a discutir na cozinha. Luís e Sara levam João para o seu quarto. Ele atira-se para cima da cama e fecha imediatamente os olhos.
Todo o quarto parece andar à roda.

O álcool chega ao cérebro através da circulação sanguínea. Afecta as áreas que controlam a fala, a memória e o equilíbrio.

O álcool que João ingeriu chega ao estômago. Em poucos minutos passa para a circulação sanguínea e começa a circular pelo corpo.

Quando o álcool chega ao cérebro, começa a afectar as células cerebrais, uma a uma. As primeiras a serem afectadas são as que controlam o pensamento racional, a memória e a fala. Em seguida, o álcool passa para a parte do cérebro que controla o equilíbrio, razão pela qual lhe custa caminhar e sente tonturas.

A frase “Não ficar atrás do mais velhos” é insensata. As crianças e os jovens têm corpos mais pequenos do que os adultos, sendo menos capazes de metabolizar o álcool. Embebedam-se mais depressa do que as pessoas mais velhas e maiores que elas.

O álcool no corpo

João começa a passar mais tempo com Nuno e os outros.
Eles trazem sempre umas latas de cerveja. João compra com o dinheiro da mesada.
Bebe cada vez mais. Já não se importa com o sabor da cerveja: quando bebe, sente-se descontraído e confiante.
Por vezes, as coisas descontrolam-se um pouco. Quando bebem em excesso, tornam-se barulhentos e fazem coisas que, normalmente, não fariam. Uma tarde, ajudam João a subir para um gradeamento muito alto, gritam e batem com as latas enquanto ele caminha sobre a grade. Na altura parece divertido.
João vê Luís, Sara e David passar em baixo e acena-lhes.
— Estúpidos! — grita David.
João balança e acaba por cair. Rasga a camisola e esfola o braço.
No dia seguinte, na escola, João sente-se muito cansado e custa-lhe concentrar-se. O braço dói-lhe muito. Não consegue lembrar-se porque subiu para a grade.
Sente-se um idiota.

O álcool é um veneno. Uma vez dentro do nosso organismo, este faz o possível para se livrar dele. Esta tarefa é levada a cabo essencialmente pelo fígado, através de substâncias químicas chamadas enzimas, que transformam o álcool em água e num gás, o dióxido de carbono. Este é expulso do nosso corpo através dos pulmões e a água pela urina. Quanto mais bebemos, mais enzimas precisamos. O nosso cérebro também se habitua: João bebe agora mais álcool para obter o mesmo efeito. O seu corpo está a habituar-se ao álcool.

Se bebermos muito álcool, os nervos que enviam ao cérebro os sinais de dor desligam-se. Deixamos de sentir dor até passar o efeito da bebida. É-nos mais fácil correr riscos e somos menos capazes de avaliar distâncias e alturas. Por isso é que o João caiu. Controlamos menos o nosso comportamento. Por isso é que subiu para o gradeamento. Embebedar-se pode ser perigoso.

Consumo de álcool por menores

Na maioria dos países existem leis sobre a venda de álcool a menores. Em França é permitido beber cerveja aos 14 anos, mas em Portugal deves ter mais de 18 para comprar álcool, enquanto que nos E.U.A. esta idade chega aos 21. As lojas ou bares que vendem álcool a menores estão a cometer um delito.

 

  • Danos no corpo – A ressaca
  • Beber e conduzir – O vício do álcool
  • O negócio do álcool
  • Síndrome de abstinência – Voltar a controlar
  • Álcool e violência – Dizer não ao álcool - Emergência
  • Glossário e Ajuda
  • About these ads
     

    Os comentários estão fechados.

     
    Seguir

    Get every new post delivered to your Inbox.

    %d bloggers like this: